CPOC Online

Formação


Olá pessoal!

Então cá estamos nós para o primeiro tema! Baseei-me, tal como para os próximos, num livro chamado "Orienteering. What's That?", editado no âmbito do Park World Tour 2001 (irão saber o que é isso num tema mais à frente).

Mapeando - Tema 1: A ORIENTAÇÃO, AS SUAS EXIGÊNCIAS E BENEFÍCIOS

Correndo na montanha, floresta, dunas ou parques, o orientista precisa de aliar uma excelente leitura de mapa, bússola, concentração total e tomadas de decisão rápidas do primeiro ao último ponto do percurso. O objectivo é levar o menor tempo possível, sendo um desafio diferente prova após prova, após prova.
Mas a Orientação não é um desporto só para os mais aventurados, é para qualquer pessoa que goste de desporto ao ar livre, do contacto com a natureza, do convívio, em qualquer idade e tanto sendo saudável como de algum modo debilitado.

A Orientação exige, em geral, o seguinte:

- Esforço físico de corrida contínua, sendo o mais próximo a corrida de fundo do atletismo;

- Um conhecimento técnico básico sobre leitura de mapa, sendo os mais importantes a sua simbologia, cores e relevo;

- Um desafio essencialmente individual, em que cada um toma responsabilidade pela SUA prova, confiando no seu conhecimento e capacidade de decisão;

- Uma capacidade imaginativa e de adaptação constante, a diferentes ambientes, terrenos, mapas, imprevistos...

Mas por seu lado traz-nos diversos benefícios:

- É um desporto educativo, jogando com a nossa capacidade de pensamento lógico, análise, de resolução de problemas de forma individual, sob o stress do tempo e do resultado, também com a memória, e muitos outros;

- Um desafio saudável, uma aventura sem uma solução ideal prévia;

- Bons momentos com a família ou amigos, permitindo-nos e incentivando-nos a viajar e conhecer outras terras, outras paisagens, outras pessoas, outros costumes. Tornou-se até, para muitos, uma forma de vida;

- Estimula o nosso gosto pela natureza, o contacto e o nosso respeito por ela;

- Qualquer um pode praticar Orientação, basta possuir um mapa e uma cabeça. Qualquer roupa desportiva serve, duas pernas também dão jeito, mas já vi quem não as tivesse e não deixasse de se orientar por isso...

Por hoje é tudo, e como estão a ver, não custou nada! Para a semana há mais...
Fiquem bem,
Alexandre Alvarez